quinta-feira, outubro 11, 2007

Seguindo um rumo..



Sempre gostei de escrever. Desde pequena, este meu amor era visível em toda a parte...numa primeira fase no papel. Mais tarde nas paredes, nas mesas e nas cadeiras para desespero de meus pais, e delícia dos meus irmãos....
Com 13 anos ofereceram-me o meu primeiro diário. Inicialmente era escrevinhado todos os dias, mas à medida que o tempo passava, os registos tornaram-se mais raros, até terem interrupções de 4 anos. Remeti aquele diário para o esquecimento, não porque tivesse deixado de escrever, mas porque ele deixara de fazer sentido. Vivia a minha vida com tal intensidade que não conseguia registar tudo ao ritmo a que vivia, por forma que era preferível viver simplesmente, sem registos escritos...
Hoje, acordei com o sabor desses dias. Desejando muito parar. Fazer uma separação amigável da minha companheira de vida - a escrita.
Decidi despir-me também aqui dos registos. Tudo se me esgotou nas palavras e vejo chegada a hora de fazer delas apenas gestos. Não acredito nas partidas definitivas. Sei que um dia, tornarei. Mas agora, há apenas uma Vida que chama por mim, e eu tenho que partir...
A todos os que me leram, um carinho especial por terem partilhado comigo os meus Pensamentos da Alma e todos os pedaços de que fiz vida. Continuarei a visitar-vos e a guardar-vos em lugar especial, dentro de mim...

31 comentários:

João Carlos disse...

Feiticeira...
Durante muito tempo... semanas...meses... sei lá! Este foi uma especie de local de culto.
Aqui vim, discretamente, mansamente, diariamente para te ler...
Poucos ou nenhuns comentários aqui deixei...
Tu sabes, eu sempre fui discreto.
Nunca deste por mim, mas eu dei sempre por ti... E aqui, Feiticeira, "me confundo com gente de todo o mundo, que a todo o mundo pertence"...
Obrigado. Obrigado pelos momentos de pura magia que me proporcionaste!
Que a Vida que tens pela frente te proporcione, a ti e aos teus, toda a Felicidade do mundo.
Tu mereces!

João Carlos (mago)

Ideias disse...

Agora que eu ia começar a ler-te...
De qualquer forma quem escreve dessa maneira, nunca vai deixar de escrever. Julgo que será uma pausa.
Fico a aguardar a volta destes pedaços de vida transformados em palavras.
Sê feliz.

Sonhador de Alpendre disse...

Vou sentir a sua falta, e esperarei relendo o que por aqui foi deixando. Mas escreva noutro sitio qualquer pode ser nas paredes, nas mesas, numa factura do continente, mas nunca deixe de escrever porque é um vicio saudavel..
ate já

sonhos á espera do regresso

KI disse...

Hummm... já conversámos destes porquês / eu n costumo ser indiscreta qt a conversas particularea, mas nesta ocasião apetece-me.../ e compreendo o teu ponto de vista q tantas vezes é o meu embora volte, evidente q as partidas nunca sãod efenitivas, só o são qd n voltam a ser chegadas, e como nunca se sabe e como hoje te disse gosto de pensar que é uma pausa. Mas eu tenho sorte, tenho-te como amiga, naquele tempo q conversamos de vez em quando e e nos reencontramos sem reservas ou perguntas relativas ao tempo de ausência eporquês q só gastam tempo... como fazem os verdadeiros amigos, reencontram-se, sorriem-se e gostam-se.
Sabes q cheguei aqui devagar, sempre admirando os teus 'pensamentos da alma' e querendo-te bem. Quemt e lê parte com um sorriso nos lábios.

Que sejas sempre feliz mais do q desejas, e q as tuas escolhas tenham sempre a serenidade e convicção qeu te conheço.

Beijos às resmas e araftas de abraços com amibas ululantes e paramiscurnas a fazerem a onda ;)

alexia disse...

Mas esta merda é uma epidemia???
Oh Igara...gosto tanto desta musica:)
Oh Igara mais uma vez...tou chateada mas não surpresa!

Bem...eu não ando muito famosa e não sou de todo uma pessoa presente na tua vida mas as vezes gostava de ser e não sei porque ainda acho que havemos de arranjar uma fase cumplice e anti preguiça em que tornaremos viavel este entendimento que sinto termos!

A ti que me leste e a quem li sempre duma forma estranhamente terna...um beijo enorme com aqueles abracinhos que te caracterizam e aos quais me habituei, sinto falta deles!

Anónimo disse...

Durante muito tempo temi que isto fosse acontecer!
Sabia que chegaria o dia que te perderia no meu horizonte!!

Acostumei-me a vir saber de ti desta forma, como um vício, que nos possui e nos faz falta. Fazes-me falta! Sempre me fizeste falta! A covardia do que fui impede-me de te pedir que fiques mas não me impede de tentar saber de ti.

Gostava que tudo tivesse sido diferente!... És linda e nunca mas nunca te esqueças disso... Pode passar o tempo, os dias, as horas, meses ou anos, mas nunca nada te levará do meu coração.
((Igarita))dentro da tua Alma :(((

P.S. Sim eu era o Amo_a_Igarita

Passo disse...

ker dizer, xega um gajo das ferias, vem fazer a ronda dos blogs e depara-se c isto!!!! ... enfim vou ter saudades tuas :( jokas docitas

Pinochio disse...

Igara minh amiga, não consigo reprimir uma lágrima de saudade. Este mundo sem ti fica mais pobre, pelo menos para mim. Também eu já pensei desistir, mas a amizade que tantas amigas aqui têm feito o favor de me dispensar fazem-me que não as abandone. Seria ingrato da minha parte. Igara, não nos abandones, vem aqui uma vez por semana, um mês, de dois em dois meses, mas vem. Eu continuarei a vir aqui todos os dias para te ver. Sabes que és a pessoa mais importante que eu encontrei neste mundo virtual. Não concebo andar aqui sem a tua presença. Igara, minha amiga, gosto muito de ti. Espero que não me esqueças e ~me mandes uma mensagem de vez em quando. Eu continuarei a mandar-te algumas coisas que penso serem bonitas. Em cada uma delas vai uma expressão do muito que te quero. Hoje mais do que o Gui é o Pinochio que te dirije estas palavras. Não te vás embora. BUm beijo manso e abracinho.

luar perdido disse...

Igara;
Viver a vida é também escrever, é teu é inerente a ti mesma, quem gosta de escreve jamais deixará de o fazer. Apenas peço aos céus que faças como fizeste com o teu diário, sempre vás acrescentando algo a este mundo virtual do qual és uma estrela que brilha lá bem no alto. Não apagues a tua luz!

Deixo-te um beijo bem doce nesse coração que sempre gostei de ver aqui, vermelho, empolgado e meigo. Não partas

luar perdido disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
heresias consentidas disse...

Não Partas Nunca Mais...
(Abrunhosa)

Quando veio,
Mostrou-me as maos vazias,
As maos como os meus dias,
Tao leves e banais.
E pediu-me
Que lhe levasse o medo,
Eu disse-lhe um segredo:
Nao partas nunca mais
E dancou,
Rodou no chao molhado,
Num beijo apertado
De barco contra o cais.
E uma asa voa
A cada beijo teu,
Esta noite
Sou dono do cu,
E eu nao sei quem te perdeu.
Abracou-me
Como se abraca o tempo,
A vida num momento
Em gestos nunca iguais.
E parou,
Cantou contra o meu peito,
Num beijo imperfeito
Roubado nos umbrais.
E partiu,
Sem me dizer o nome,
Levando-me o perfume
De tantas noites mais.
E uma asa voa
A cada beijo teu,
Esta noite
Sou dono do cu,
E eu nao sei quem te perdeu.

heresias consentidas disse...

errata:
* dono do CÉU

(hi hi hi)

Anónimo disse...

igara,nunca ta deixei comentàrios,porque me falta muitas vezes vocabulàrio para o fazer....mas agora nao importa..jà que vais... tenho sido espectadora daquilo que tens escrito.....muita vez com "inveja", inveja de nao ter a corajem de fazer o mesmo.........igara as estrelas nasceram na periferia das galaxias...quem vive na galaxia nem sequer dà conta que existem periférias.....murmurios da criança que cresce devagarinho....arrependida de crescer porque nao sabe porque cresce....dansando sem saber se tem direito de dansar....igara....tenho vindo aqui lendo o que escreves,docemente, encontrando uma certa ternura nas tuas palavras....
hoje estou triste...porque sei que jà nao encontro echo àquilo que por vezes sinto....
querer correr...querer morrer...querer jogar tudo num suspiro....e nunca morrer...sabes o que quero dizer linda.........bjos

Anónimo disse...

Sempre soube do teu amor pela escrita. Recordo quando me dizias que seria bom que tudo fosse tão simples como as palavras. :))

Agradeço nunca te ter perdido no meu horizonte e ter-te encontrado ao fim de tantos anos. Espero que voltes, porque me fazes falta :))))))))

Beijo
João Mário

mnike30 disse...

"És esfera que rebola conforme o vento. Vais e voltas de uma forma descontrolada, desmedida. És estrela que brilha e se esconde por de trás da neblina. Hoje espero. Espero por ti, porque sei que sempre te tive em mim. Não, não é contigo que quero passar as noites enrolada nos lençóis, tocando-te no escuro. Mas é contigo que quero olhar as estrelas até a cegueira me invadir.(...)
É ter o calor do Sol nas mãos, é ter o frio da Noite na pele. É ter o silêncio que não se cala porque se entende e escuta na Alma"
Tu

Vai, escuta a tua alma e volta com o teu brilho... não te zangues com a caneta... não a feches na gaveta.


1 sorriso para ti

Anónimo disse...

...Pôr-do-Sol, Amo-te!...

Amstist disse...

Igara,até á um tempo atrás eu não acreditava nestas palavras "Tudo tem um principio e um fim"...com o passar do tempo essas palavras acabam por entrar no meu coração e vejo que realmente tem uma razão de ser.
Mas o que pode acabar são momentos,que nos deixam saudades o sentimento fica guardado no nosso coração.
Gosto de te ler e neste momento digo-te seria de lamentar que uma pessoa como tu deixa-se de escrever.
Tal como tu,tambem eu não acredito nas partidas definitivas,acabamos sempre por voltar a onde um dia nos sentimos bem.
Tudo de bom para ti.

Beijos na doce magia da Amizade.

Pinochio disse...

Tenho saudades tuas.

Anónimo disse...

Igara Igarita nina linda, então venho eu aki para te ler e....fico tão triste, não nos deixes...vou ter muitas saudades tuas e pelos belos tempos na conversa da treta aqui vai um uivo que se sentirá por todo o mundo, nele coloco toda a minha emoção e saudade, e a ti te dedico AAAAAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!! jokinhas docinhas minha Igarita :-)
jenny55

jenny55 disse...

Igara Igarita nina linda, então venho eu aki para te ler e....fico tão triste, não nos deixes...vou ter muitas saudades tuas e pelos belos tempos na conversa da treta aqui vai um uivo que se sentirá por todo o mundo, nele coloco toda a minha emoção e saudade, e a ti te dedico AAAAAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!! jokinhas docinhas minha Igarita :-)

jenny55 disse...

raio da caixa de coments...caramba ñ percebo nada disto!!!sorry loll

gata disse...

...gostava daquelas promessas que sentia na pele, ele tinha-a vendado, as mãos presas...mais?

aqui http://s-p-e-e-d.blogs.sapo.pt.



Arranhadelas....

Anónimo disse...

Quero apenas deixar-te um beijo..nada mais..
Herr

Anónimo disse...

Passei para desejar um ano de 2008 com tudo de bom.
Que nos continuemos a encontrar por aqui

Um abraço
RB
http://pretextos.blogs.sapo.pt

Anónimo disse...

Tenho tantas saudades tuas querida, Desejo-te Um Ano Novo, sempre à medida dos teus sonhos. Tenho-te sempre no meu pensamento.

Sonhador de Alpendre disse...

de tempos a tempos passo por aqui...:-(

Anónimo disse...

Nunca pensei que um dia partirias.

Anónimo disse...

hoje vim saber de ti, já algum tempo ke aki não vinha qual surpresa a Igara foi e deixou-nos triste.

Tenho saudades tuas espero ke sejas mt feliz tu e todos os teus um grande beijo
sjdppp

Gui disse...

Então amiga, quando acabas com a ausência. Venho aqui freqentemente na esperança de te ver de volta. Espero que esteja tudo bem contigo. Eu já passei por um momento delicado. Um abraço apertado.

Anónimo disse...

Volta!
Precisamos de ti.

Anónimo disse...

Fico emocionada com a sua escrita , tardiamente a descobri .
Espero k volte depressa .
Preciso de le la mto.