sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Pensando...


Eu não sei onde me encontro...
Em que malhas me teci,
Com quantas vidas existo,
Quantos momentos perdi!
Talhei-me de riso e prantos
De alegrias e tristezas
De caminhos tão errantes
De dúvidas e de certezas!
Vesti-me de Sol e Lua...
Mergulhei em cada Mar,
E deixei a Alma nua,
Na brandura de um Olhar.
Vesti-me de muitas cores,
E em todas elas achei,
Berço para todas as dores,
Quando me perdi e encontrei.
Foi tão grande a caminhada,
Tão intensa e desmedida,
Que hoje, fico parada,
Pensando apenas na Vida!

7 comentários:

Pinochio disse...

Minha boa e doce amiga, não terá muito a ver mas ao ler o teu poema, lindo como sempre, recordei uma conversa que tive hoje de manhã com um poeta meu amigo. Dizia ele que ao longo da vida, foi muitos homens,e que hoje é o somatório de todos esse homens que foi sendo. Uma pessoa está permanentemente a ser moldado pela vida.
Lembrei-me disso ao ler " Eu não sei onde me encontro,, em que malhas me teci, Com quantas vidas existo..." e mais abaixo, "Vesti-me de Sol e Lua..." e "Vesti-me de muitas cores, e em todas elas achei, berço para as minha dores".
Afinal este teu poema fala de uma coisa tão simples...e tão complicada como a VIDA, com todos os seus contrastes, as dúvidas e as certezas, as euforias e as tristezas. Um beijinho muito grande

Vlad disse...

Como dizia a Raínha da Poesia (para mim, claro):
"Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar"
;)
Gostei muito deste teu poema, do qual partilho muitas sensações.
Bjnhs

luar perdido disse...

Está lindo princesa das palavras! Tanta coisa em comum minha doce amiga!gostei imenso do teu poema, e de tanto sermos borboletas de flor em flor, de tantas cores pintarmos as nossas telas, acabamos por ser um arco iris que se estende por uma vida. Tão grande e tão pequena, tão imensa e tão minuscula, tão doce e tão amarga...Apenas e só uma VIDA.
Beijo mansinho, mansinho de raios de lua

Tacitus disse...

"Pensar na Vida" é necessário sem dúvida. Mixar dúvidas e certezas trás sempre conclusões. Mas às vezes também sabe bem não pensar demasiado nela e ficar expectante, deixando as coisas boas da vida, fluir. Boa semana e aquele abraço ;)

bono_poetry disse...

ola ...e sempre bom aqui passear...sinto que paro num espaco em que a palavra e o sentimento dao as maos..e conversam um pouco...e as minhas maos teem de manha orvalho de madrugada..as minhas manhas sao frescas...e sabem a pinho...as minhas madrugadas...teem o cheiro de cara lavada..o mau ou bom ja la foi...eu acordo de maos abertas para o mundo...mesmo quando de escondido o sol aparece..entre dois cumes de pinheiro....eu abro os bracos e com as pernas esticadas....abraco de novo o mundo inteiro...ainda bem que te leio...es o meu factor de premeio...hoje ja me seduzi...obrigada igara..

pedro alex disse...

Igara, muito lindo, não sei mais que dizer.
Um Bj

alexiaa disse...

Caminhadas intensas e desmedidas...é quase obrigatorio algumas vezes parar para recuperar fôlego...

Beijos, não sei mais de que forma dizer que es especial nesta minha virtualidade!|