sexta-feira, abril 27, 2007




Aqui no tempo indefinido do espaço onde te tenho...
Mil anseios suspensos na esperança de que me encontres
Onde cada momento não dura mais que mero instante
-
T
er-te-ei sempre assim de forma errante
E errando partirás então, deste meu Sonho....

21 comentários:

Anónimo disse...

Enquanto houver sonhos, felizes de nós. Pior mesmo é quando deixar-mos de sonhar.
Tem um bom fim de semana e bjs fofos

Amstist1 disse...

Enquanto houver sonhos,haverá a esperança...
Quem comando o sonho é o sonhador,quem comanda a vida é o sonho.

Beijos na doce magia da Amizade e um excelente fds.

KI disse...

Um 'Amo-te' original, único, expressivo como tu minha amiga mais linda, tenho saudades tuas :)

Beijos com estreptococus, estalficocus, bacilos, fungos, amibas saltitantes e paramiscurnas a fazerem a onda...

Tudo de bom, muito bom...bombástico :)

heresias consentidas disse...

olá


"O amor de sua vida"

por:
Roberto Freire

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades
que ela tem, caso contrário os honestos,
simpáticos e não-fumantes teriam uma fila
de pretendentes batendo à porta.
O amor não é chegado a fazer contas,
não obedece à razão.
O verdadeiro amor acontece por empatia,
por magnetismo, por conjunção estelar.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano.
Isso são só referênciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério,
pela paz que o outro lhe dá,
ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira
que os olhos piscam, pela fragilidade
que se revela quando menos se espera.
Você ama aquela petulante.
Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho,
você gosta de praia e ela tem alergia a sol,
você abomina o Natal e ela detesta o Ano Novo,
nem no ódio vocês combinam. Então?

Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa
imobilizado, o beijo dela é mais viciante
do que LSD, você adora brigar com ela
e ela adora implicar com você. Isso tem nome.
Você é bonita. Seu cabelo nasceu para
ser sacudido num comercial de xampu
e seu corpo tem todas as curvas no lugar.
Independente, emprego fixo, bom saldo no banco.

Gosta de viajar, de música,
tem loucura por computador
e seu fettucine ao pesto é imbatível.
Você tem bom humor,
não pega no pé de ninguém e adora sexo.
Com um currículo desse, criatura,
por que diabo está sem um amor?

Ah!!!...o amor, essa raposa.
Quem dera o amor não fosse um sentimento,
mas uma equação matemática:
eu linda + você inteligente = dois apaixonados.
Não funciona assim.
Amar não requer conhecimento prévio
nem consulta ao SPC.
Ama-se justamente
pelo que o Amor tem de indefinível.
Honestos existem aos milhares,
generosos tem às pencas,
bons motoristas e bons pais de família,
tá assim, ó!
Mas ninguém consegue ser do jeito
que o AMOR DE SUA VIDA é!

xi-coração
herc

PS: tá tudo explikaduh, hein? hi hi hi

Coral disse...

Madrinha, pelo menos, vou-te sabendo bem por aqui...

Um beijo e dá notícias..

sempreteu disse...

É a forma mais profunda que alguma vez li, de dizer Amo-te, por ser um amor que se edifica na partida. Simples, lindo...intenso!

alexia disse...

Momentos ou instantes, sonhados ou vividos...é o que compoe o viver:).

Aqui..neste tempo e espaço, apetecia-me saber mais de ti:)))

Beijo, continuo por aqui!!

heresias consentidas disse...

olá


"Não sei quantas almas tenho"

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,
Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.
Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo : "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.

FERNANDO PESSOA (1888 - 1935)

xi-coração
herc

heresias consentidas disse...

olá


"Não sei quantas almas tenho"

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,
Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.
Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo : "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.

FERNANDO PESSOA (1888 - 1935)

xi-coração
herc

Passo disse...

hum ... mais vale um instante p mt errante q seja, um breve momento do q uma vida sem qq momento :) tudo de bom ... jokas

Gui disse...

"Mil anseios suspensos na esperança de que me encontres".
Ora aqui está uma frase que pode muito bem retractar o que é a vida. A esperança! Que seria a vida sem esperança? Gostei querida amiga.É por gostar tanto do teu blog e principalmente por gostar tanto de ti e do teu interior que te nomeei para receberes o awarda "Thinking Blogger Award". Podes ir buscá-lo, copiá-lo aqui e nomeares mais 5 blogs que te façam pensar. Beijos mansos à tua moda.

JustForFun disse...

hei-de voltar a ler,
hei-de voltar a sentir,
hei-de voltar a olhar,
! prometo !
vale a pena !
parabéns

João Mário disse...

Regressei este fim de semana de Macau. Desta vez, venho para ficar! Logo que cheguei a Nazaré soube da tua Tia, lamento a tua perda. Segui o instinto e vim ler-te. Já não te lia há tanto tempo.

Recordo que foste a primeira a dizer "Amo-te".
Recordo o dia, em vésperas da tua partida, estavas tão linda e os teus olhos tão profundos. Nós eramos tão meninos, mas tu sempre foste tão menina/mulher que tão depressa procuravas a areia nos pés, soltando gargalhadas deliciosas, como tão depressa me fixavas como se me olhasses a Alma.
Sempre te guardei como uma das minhas lembranças mais doces e serenas. Este Amo-te, trouxe-me o tinido dos tempos em que eu ainda sonhava. Soprou-me a brisa das eras em que apenas tu e a Nizé acreditavam nos meus sonhos.
Tenho saudades de ti!

luar perdido disse...

errante sonho de eternidade,reter sempre um amor que nos encontra, ou que buscamos na imensidão do sonho...
Adorei! Linda forma de dizer AMO-TE.
Mil beijos de um luar suspenso do sonho

igara disse...

Bem, hoje apetecem-me alguns comentários em particular:
- Anónima, que é a fofinha :) tens que me dar o endereço do teu blog, estava convicta que tinha o endereço, mas não sei porque carga de água, devo de o ter deletado, quando passei este blog para este template. Se não te importares, da proxima vez, deixa-me o Link. Beijos fofos para ti também :)

- Para o meu querido Guilherme...nem sei muito bem como te diga isto, mas a verdade é que fico mesmo orgulhosa com a oferta que me fazes. Não faço a minima ideia é de como é que vou buscar o selo ao teu blog meu querido.Se estiveres na disposição de me ajudar, ficarei muito grata. Aviso desde já que sou mesmo lerdinha nestas coisas da informática e dos blogs e que vais ter que ter alguma paciência! Beijos e abracinhos apertadinhos:))))

- Para o Just, não precisas de prometer nada! Virás quando te der vontade e sobretudo se gostares de vir! Gostei de te ver por cá :)

- Para o João...bem...quanto à minha Tia, fica o consolo de uma partida sem sofrimento. Quanto ao Amo-te... fomos os primeiros namorados um do outro, tinhamos 13 anos, eramos mesmo meninos. Ainda bem que me lembras de forma doce, pois é assim que te recordo também, mesmo porque não havia motivo para ser de outra forma. Ao fim de tantos anos, continuo a procurar a areia nos pés, a soltar gargalhadas, e a tentar ler Almas...mas continuo sobretudo, a Sonhar! Tu nunca foste muito dado a Sonhos eu e a tua Nizé faziamos isso por ti e eras tu que acreditavas em nós.. lol...tss tss.. eramos mesmo garotos! Beijos muitos salgadinhos como o nosso Mar :)

João Ratão disse...

..."Sim, tudo passa, desaparece...
E, embora inspire ternura,
O pouco que ficou
Não chega para viver"

J. Slauerhoff

Gostei de ler as suas palavras. Espero que aprecie esta pequena estrofe que vai, um pouco, na sequência do seu post de 27 de Abril.Quer dizer, não sei, a poesia é tão hermeticamente subjectiva, daí que aprecio, mais, a prosa, espero que não fique ofendida com a minha insensibilidade...
Beijos.

o alquimista disse...

Os Deuses não vivem na lagoa, apenas recolhem o pranto, transformado manto de água em certas noites de encanto.


Bom domingo...feliz dia da mãe...


Doce beijo

Anónimo disse...

Podia Amar-te :))))))))

macmartinson disse...

Ai que saudades que eu sinto
dos beijos que dar não ousei
e me deixaram assim tão faminto
de quem em silêncio tanto amei...

Adorei descobrir este degredo...

Vlad disse...

"Onde cada momento não dura mais que mero instante" ... eterno, digo eu ;)
Bjnhs

Anónimo disse...

Continuo a lamentar o tempo que deixei passar :((((