quinta-feira, junho 01, 2006

Saudade



Tenho saudades de ti,

esqueci o porquê da distância,

talvez porque cresci

Já não lhe dou importância

Sei que te vou recordar

Porque foste importante

Perdi-te para te reencontrar

Para te ver cintilante

As saudades dos momentos

Duma amizade passada

Das emoções

Dos sentimentos

Da vida partilhada

As memórias que me trazem

Ao presente

As gargalhadas

As histórias

As tolices

As lágrimas

As palhaçadas

Há um tempo

Em que te guardo

E um espaço que é só teu

mesmo que não te encontre

para olhar o mesmo céu

(Que as memórias são assim

Andam sempre a esvoaçar

Umas fazem parte de mim

Passeiam na alma a pairar)

Autor: Rats

14 comentários:

igara disse...

Rats, vou manter o teu nick assim, apesar de já saberes quem tu és...
Agora sim, tudo me faz sentido, fazem sentido os comentários o blog Piramidallis, realmente, sim agora não tenho duvidas de quem és.

Sabes que sempre me foste importante, foste uma pessoa que me chegou aos sentires como raramente alguém me chega. Esse teu jeito quase criança, quase mulher, deixava-me muitas vezes sem saber como lidar contigo.
O nosso ultimo encontro, a ultima vez em que nos cruzámos, efectivemente deixou em mim um sentir de profunda tristeza, não esperava de ti a atitude, e não a entendi. Não sei porquê, mas a verdade é que a tua postura me magoou, e sabes que eu sempre me afastei de tudo o que me faz mal.

Muitas vezes penso no Tomáz, tantas mas tantas vezes, que nem te sei dizer quantas...imagino como estarás, imagino como seria bom os teus filhos estarem com os meus...imagino as nossas gargalhadas, os textos que escrevemos, as loucuras que fizemos, a forma como nos riamos, as conversas que tinhamos. Tudo faz parte dos meus sentires também...dos sentires que me fazem feliz e que guardo no meu coração com Amor, e carinho.

Gosto de ti, muito...tu um dia disseste que o teu maior problema era não teres um estado de espirito definido, tão depressa estavas bem, como tão depressa estavas mal, e essa indifinição, sempre me deixou na duvida de como te iria encontrar.

Hoje, sei que te vou encontar em breve, acho que até vou chorar quando te abraçar...tu também me fazes falta, tu também estás no meu coração, porque foi aí que me conquistaste, é lá que te tenho.
Tenho a certeza que olharemos os mesmo céu juntas, tenho a certeza, que vamos retomar tudo, no lugar de onde nunca deviamos ter saído.

Gosto muito de ti...muito...muito!

Um beijinho manso, e um abracinho apertadinho, dado com coração!

RB disse...

Lindo!!!!

"Como é bom contemplar o céu, interrogar uma estrela e pensar que ao longe, bem longe, um outro alguém contempla este mesmo céu, essa mesma estrela e murmura baixinho: "Saudade!"

Beijinho

RB

Sindarin disse...

Olá querida amiga! obrigada pela visita só k fiquei um pouco triste qdo li k ñ tiveste uma boa infância, porém alegrei-me qdo descreves o amor k sentes pelos teus filhos. É admirável k hajam adultos que embora em criança ñ tenham tido os melhores tempos saibam hoje apreciar o k ñ tiveram e saibam transmitir aos seus filhos o amor k gostariam de ter tido, porque infelizmente a maior parte sofre traumas k mais tarde ñ consegue ultrapassar. Adorei o teu comentário ñ achei nada longo, achei sim mto sábio e mto doce. Parabéns amiga porque tu tb sabes k o melhor do mundo são as crianças. Um grande bj e um enorme abraço. Agora quem se alongou fui eu. Desculpa...

Anónimo disse...

Li o texto do rats, e percebi que também eu te perdi. Perdi-te sem retorno, perdi-te por não te sentir. Pudesse eu mudar tudo!!!Espero encontar-te um dia quem sabe, num mundo paralelo onde se juntam as Almas que nasceram para se tocar. Um beijo querida doce, como só tu consegues ser!

Pinochio disse...

È por isto que mantenho no mundo blogueiro. è bonito o que aqui acabei de ler, quer o post, quer o cometário da Igara. Este é também um mundo de encontros, é um mundo onde nos libertamos mais facilmente, onde despimos as nossas almas sem estarmos à espera que alguém dispa nada. Um beijinho grande para as duas, e espero que em breve voltem a soltar, em conjunto,sonoras gargalhadas.

Maria disse...

Como é bom encontrar um velho amigo e sentir que ele continua a fazer parte de nós e que o continuamos a amar e que esse sentimento é retribuído.

É fantástica essa sensação. Conheço-a muito bem.

Um feliz reencontro para vocês e jokas para os filhotes pois hoje é o dia deles....

Anónimo disse...

E é assim que entendemos o sentido da vida, os amigos essas pessoas escolhidas por nós para connosco partilharem esta caminhada.
Obrigado Pinochio, Rb, Maria pelos vossos comentários.

A ti Igara um xi apertadinho e beijinhos repenicados mas...mansos.
Espero te reencontrar em breve para ' olharmos o mesmo céu'...

Rats disse...

Bem ainda tou um pouco desbaratinada com o dia de ontem, o comentário anterior era meu... Boas energias e um excelente fim de semana a todos os que por aqui passam...

igara disse...

Anonymous, desculpa que eu te diga, mas jamais poderemos perder o que nunca tivémos.

Penso que é chegado o tempo, de começares a pensar, que podem não existir mundos paralelos. Penso que é chegado o tempo de parar com o "querida" (que por definição, é a Mulher a quem se estima).

A estima prende-se com o respeito, e com a forma como nos damos. Há que saber, que todas as opções que fazemos serão sempre o reflexo das nossas vidas. Não há espaço para "pudesse eu mudar tudo", porque essa mudança seria alterar o nosso ser. Esse o Ser deverá permanecer incólume, caso contrário a nossa vida não fará sentido!

Na vida não há coincidências, existem acasos, que se ligam por momentos, e que depois se esbatem nas vivências. Considera-me um acaso, e verás que tudo é mais fácil.

Um beijo manso :)

alexiaa disse...

Comecei por ler o post mas perdi-me com os comentários! O que precede o meu é para mim o de mais fácil compreensão e o que retenho mais profundamente. Não foi uma coincidência que me trouxe aqui pela primeira vez..os acasos são mais que muitos!
Um beijo enorme e um bom fim de semana!

alexiaa disse...

É a terceira vez que tento publicar o meu...comment:)).

Comecei por ler o post mas perdi-me com os comentários! O que precede o meu é para mim o de mais fácil compreensão e o que retenho mais profundamente. Não foi uma coincidência que me trouxe aqui pela primeira vez..os acasos são mais que muitos!
Um beijo enorme e um bom fim de semana!

Carolas disse...

É com a saudade q mtas vezes conservamos 1 velha amizade,porque essa emoção nunca abandona o nosso coração e os mal entendidos são tempos perdidos:)
Com estes amigos despertamos os nossos melhores sentidos e temos tanta empatia q até parece telepatia;)
O lema é nunca desistir de quem gosta de nós e de quem gostamos,só assim da vida o melhor tiramos:)

Dolce-Fare-Niente disse...

saudades são aromas de flores idas que a alma recorda...queridíssima amiga, é um orgulho gostar de ti e ser gostada por ti. Firmeza e doçura não são incompatíveis. Almas difusas? não obrigada! Elas querem-se claras, às claras, límpidas como as águas da 1ª nascente. E bravas como os actos.
Nunca vou ter saudades tuas porque nunca me faltou a coragem para te "achar"...cada dia...todos os dias.
Obrigada AMIGA. Beijo com todo o carinho

Dolce-Fare-Niente disse...

saudades são aromas de flores idas que a alma recorda...queridíssima amiga, é um orgulho gostar de ti e ser gostada por ti. Firmeza e doçura não são incompatíveis. Almas difusas? não obrigada! Elas querem-se claras, às claras, límpidas como as águas da 1ª nascente. E bravas como os actos.
Nunca vou ter saudades tuas porque nunca me faltou a coragem para te "achar"...cada dia...todos os dias.
Obrigada AMIGA. Beijo com todo o carinho