segunda-feira, setembro 25, 2006

Á beira de um ataque de nervos!!!

Esta manhã, quando cheguei ao meu trabalho, decidi, que tinha que ir ás catacumbas do lugar onde trabalho, para finalmente, fazer umas certidões que andavam penduradas há algum tempo, e que ainda não tinham sido feitas por...por... falta de coragem!
É isso mesmo, falta de coragem! Eu até tenho a fama de ser intrépida, mas a verdade, é que tenho verdadeiros tremores, suores frios, subidas de temperatura, ataques de pânico, quando penso em baratas! Já me tinha constado, que esses bichos horrorosos, tinham feito das catacumbas morada, e a mim, não me apetecia nada invadir os domínios, que elas tinham escolhido para residirem (gosto muito de respeitar os domínios alheios!). A verdade, é que hoje, não dava mais para adiar a tal invasão, e lá vou eu, cravar companhia na esperança de não ser atacada sozinha, sem testemunhas, assim que abrisse a porta das catacumbas.

Depois de ter a companhia (voluntária) da minha muito querida colega, dirigi-me ao tal lugar, apreensiva q.b., ponho a chave à porta, acendo a luz ás apalpadelas, e quando olho para o chão, fiquei paralisada! Fiquei com a impressão que tinha entrado em plena hora de ponta, tal era a quantidade de baratas que, ora voando ora correndo, abriam caminho por entre os arquivos, livros e papéis, invadindo tudo o que podiam, na medida em que podiam!! Eu tinha a convicção que estava num filme tipo 5ª dimensão e que a partir dali tudo podia acontecer! Como a coragem para levar a efeito a minha busca estava pelas ruas da amargura, e por lá se deve ter perdido, apaguei a luz, e desisti de me forçar a contrair um ataque de nervos!

Resolvida, cheguei ao pé do meu chefe e disse-lhe em tom grave “ Oh Chefe, eu não sei como é que isto vai ser, mas sei como é que não vai ser! Não volto a entrar nas catacumbas, sem um fato daqueles todos XPTO, tipo ficheiros secretos, que protegem contra os Aliens e cenas afins! Mas como hoje tenho que resolver este problema, o chefe vem comigo, vai á minha frente, e quando chegarmos ás catacumbas...não vai parar de saltar, até eu encontrar o livro... pode ser? “. Ele, olhou para mim, e depois de um período de reflexão, disse-me: “Vamos lá embora então...”
Eu nem queria acreditar que ele tinha anuído em vir comigo, e agora, não havia volta a dar-lhe! Lá fomos os 2, ele decidido, eu relutante...
Assim que acendemos as luzes...o meu chefe, nem quis saber do tráfego intenso, e começou a abrir e a fechar livros, e botar os pézinhos em lugares que faziam “crack” e “scrunch” (o barulho devia ser diferente consoante o tamanho e cores das bichas), e fazia aquilo, como se nada se estivesse a passar! Eu estava estarrecida, até estive á beira de achar que ele era o “meu Herói”, não fosse ele o meu chefe! Daí a uns 10 minutos, achei os livros que queria, e saí dali, mais rápida que a minha própria sombra, fazendo inveja ao próprio Lukie Luck!

Como a minha manhã foi intensa, não resisti a partilhá-la convosco....não que seja muito bonita de partilhar, mas porque preciso mesmo de desabafar, este nervoso que sinto....

Aiiiiiiiiiiii aiiiiiiiiiiiiiiiiiii.....

21 comentários:

Essa Miuda disse...

Aiiiii... que já me sinto menos desacompanhada no meu pavor por baratas...Acredita, que é das poucas coisas que me tolda a racionalidade por completo e faz parte dos meus pesadelos mais secretos. Onde apanhei este trauma..? Não faço a minima ideia, mas que partilhei os teus suores frios, só pela leitura do texto ...ah isso partilhei!

Já agora duas curiosidades sobre esses "bichinhos"... Porque na tentativa de superar este trauma, interesso-me (mais ou menos) pelo tema:

1- Por cada barata visível, há, pelo menos, 30 escondidas;

2- No panorama de uma catástrofe nuclear, seriam os únicos animais a sobreviver, porque resistem a altas temperaturas.

Reconfortante, não achas..?

Beijo, Igarita.

Pinochio disse...

Querida amiga, entre ouras coisas chamou-me a atenção a afirmação: Quase o considerei o meu herói, se não fosse ele o meu chefe. Agora compreendi muita coisa. Nunca tinha compreendido porque nunca fui o herói da cerca de meia centena de belas mulheres que chefiei durante 25 anos.Eu ia com elas a todas as catacumbas que existiam no edifício, mas nenhuma me disse " És o meu herói". Sinto-me frustrado. Deixo aqui um conselho, não queiram ser chefes, serão sempre uns injustiçados. Igara amiga, é delicioso o relato bem humorado desta tua manhã. Fizeste-me rir e ter saudades ao mesmo tempo. Um beijinho doce e manso do teu amigo incondicional.

Tacitus disse...

Dou-me muito mal com tal ser viscoso, as baratas. A última que vi uma foi em Cabo Verde mas a sua dimensão era bem maior que as que por aqui se vislumbram...ainda sinto o grito da menina que estava ao meu lado quando viu tal monstro...o teu relato é cómico mas felizmente acabou bem. Deixo-te um abraço, dizendo-te que aceitei o teu repto e agradeço a consideração. Boa Semana!!

homem de negro disse...

Como estes pequenos e inofensivos seres rastejantes são parecidos com extra-terrestres, é fácil, é só chamar os "men in black" que isso passa...
Um beijito vadio, a gente vê-se por aí...

Kitty disse...

Irra eu sei bem kem nem com fatos XPTO punha os penantes nas catacumbas... ainda te lembras do meu pavor?

já sinto urticária

tsss...tssss...

Beijo repenikado

Kitty disse...

Irra eu sei bem kem nem com fatos XPTO punha os penantes nas catacumbas... ainda te lembras do meu pavor?

já sinto urticária

tsss...tssss...

Beijo repenikado

Kitty disse...

Irra eu sei bem kem nem com fatos XPTO punha os penantes nas catacumbas... ainda te lembras do meu pavor?

já sinto urticária

tsss...tssss...

Beijo repenikado

Kitty disse...

Irra eu sei bem kem nem com fatos XPTO punha os penantes nas catacumbas... ainda te lembras do meu pavor?

já sinto urticária

tsss...tssss...

Beijo repenikado

Kitty disse...

Irra eu sei bem kem nem com fatos XPTO punha os penantes nas catacumbas... ainda te lembras do meu pavor?

já sinto urticária

tsss...tssss...

Beijo repenikado

igara disse...

hahahhahahha kitty olha que baratas ainda deve ser o animalzinho mais afável que por lá há. Dizem as más linguas, que agora, os ratos também já se mudaram para as catacumbas com armas e bagagens, e eu sou uma crente de velhos ditados, principalmente os que dizem que não há fumo sem fogo.
Tu sabes que aquelas ídas ás catacumbas, nunca me tiraram do sério..mas agora kitty...acho que vou treinar com afinco, as minhas capacidades mentais...sim..porque agora catacumbas...irra...só mesmo por telepatia!

Aiiiiii aiiiiiiiii...que estou que nem posso!

Para o meu querido Pinóchio...e recorrendo de novo aos ditados populares, porque as baratas deixaram de rastos o meu poder criativo, "não há bela sem senão", ou seja, ser chefe tem dessas coisas, a gente até o pode achar o melhor do pedaço...mas não convém nunca que ele saiba. Não vá ser acometido de excesso de confiança, e acabar nas ruas da amargura. Chefe que é chefe, deve ser eternamente renegado...até ao dia da reforma. Depois, podemos fazer-lhe elogios até eles ficarem com o ego nos pincaros, mas antes disso, Chefe não pode ser Herói!!!! hahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahhahahaha

Essinha, essa coisa de por uma barata existirem mais 30 escondidas, deixou-me com uma sensação de alivio levada da breca. Se eu só vi as que se mostraram e fiquei em estado de choque, nem quero imaginar como seria se tivesse visto as outras todas. Tá visto que caía redondinha no chão,no mesmo instante, sem saber ler nem escrever.

Agora para o Tacitus... não sei bem qual é o tamanho das bichas que tu julgas existir por cá....mas olha que estas, ou comeram adubo, ou vieram de Cabo Verde, porque Deuses, voavam tipo F16, e pareciam verdadeiros tanques a rastejar..." A tradição já não é o que era", nem mesmo para as baratas. Não agradeças a consideração, só a tens porque a mereceste... ;)

igara disse...

Kitty querida amiga...eu já percebi que não ías para as catacumbas....mas fizeste bem em frisar isso tantas vezes... hahahhahahahahahahahahahaha :)

ELOQUENTE disse...

Viva boa tarde!
Acho o teu Blog bem cosmopolita, muito interessante.
Mas ouve algo que me chamou à atenção que foi a musica de fundo. Linda!!! Gostava que me ensinasses a colocar deste modo a musica de fundo para que possa fazê-lo no meu Blog. Obrigado e desabafa sempre como hoje.

KI disse...

Na foi de propósito Iga kida, o pc blokeou e eu pus-me a carregar e a insistir no login and publish, e com a urticária k tinha o dedo enervou-se colou-se ao rato e deu no k deu...


beijo repenicado e um xi

Passo disse...

taditas das bixitas esmagadas assim sem do nem piedade :(( afinal k mal vos fizeram p chamares ao blarghh chefe heroi?? eu pessoalmente tb n gosto delas mas evito mata-las afinal sao seres vivos e possivelmente a prx especie a ocupar a terra :s blarghhhhh

jcarlos disse...

Bom, falemos então de "baratas"!...
prometo que serão apenas algumas variações sobre um tema só: Baratas!...
Comecemos pelo que nos diz a Enciclopédia Lello Universal... Barata (lat.blatta) Insecto ortóptero, nocturno e caseiro (valha-nos ao menos isso... ninguém as pode acusar de doidivanas e amigas de noitadas fora do doce lar...) Mas diz mais... causam grandes estragos nos locais onde vivem... impregnam de um cheiro desagradável os objectos em que tocam... preferem locais sombrios, cozinhas e padarias e pelos vistos têm - como diz a nossa Igara - uma apetência muito grande por velhos depósitos de papeis, tipo alfarrabistas. livrarias... existe mesmo em Lisboa uma livraria de nome "Barata"!... E aqui fazemos uma variação sobre este tema apaixonante: A estranha relação de Amor/Ódio existente entre o ser humano e este pestilento animalzinho a quem um dia alguém chamou, com toda a propriedade, de "azeitona com patas"!... Sabiam que só na Lista Telefónica de Lisboa existem 478 telefones cujo detentor tem de apelido "Barata"??? E muitos/as mais baratas habitarão esta cidade!... Parafraseando a comentarista "Essa Miuda", deste blog - por cada barata visível, há 30 escondidas, pelo menos!... E até vultos ilustres da nossa praça... escritores, politicos, artistas, carregam no seu nome uma homenagenzinha singela à nossa "baratinha"... a saber alguns: António Francisco Barata (militar e escritor portugês do início do século XX); Francisco Rodrigues Barata (militar e escritor brasileiro do sec.XVIII); Jaime Martins Barata (pintor e professor português do Sec.XIX); Manuel Barata (mestre de escrita de D.João III); José M.Barata-Feyo, jornalista); Barata Moura(Catedrático) só para citar alguns... A propósito? Quem ainda não passou na Rua Barata Salgueiro???.
E até na música a nossa amiguinha "barata" está representada e faz parte do nosso imaginário infantil! Eu recordo: "...a barata diz que tem...// Sapatinhos de veludo...//´´ É mentira da barata...// O pé dela é que é peludo!..."
Façamos justiça à BARATA!!! e concluamos que estranhos... estranhos mesmo! São os Homens!...

beijinhos

jcarlos disse...

...mas não tenhamos ilusões...no remanso do nosso doce e quente lar, há sempre "uma barata desconhecida que espera por nós!..."

luar perdido disse...

minha querida , mas que manhã "emocionante", como te compreendo...ODEIO baratas e bichos rastejantes, e idas a catacumbas (com ou sem chefe) obrigada mas não! Mas o teu relato está um espanto, fez-me rir e lembrar cenas parecidas em locais afins. Que tormentos!!!! Obrigada pela forma linda como escreves, é um balsamo vir ler-te. Beijo grande, doce, manso e muito terno.

igara disse...

Bem... para os Sonhos de Um Jovem Eloquente, gostava muito de te ajudar a colocar musica no blog, mas não consigo colocar comentários no teu cantinho, e penso que não tens lá, nenhum lugar para o qual te possa escrever! Assim, fica um bocadinho dificil. Se cá voltares, deixa um lugar para o qual te possa escrever a explicar tudo... passinho por passinho! Um beijo :)

igara disse...

Passinho pá...que bom que estás de volta! Fiquei contente de te ler...é sinal que já estás recuperado né? Olha lá bem, telefona-me, para irmos almoçar! Para me contares tudo, dessa tua recuperação, que deve ter sido alucinante! Um beijo Passinho, e um abracinho! :)

igara disse...

JCarlos, hahhahahahahaha, só mesmo tu... só mesmo tu! 1001 beijos e abraços do tamanho do Mundo!

igara disse...

Para a Luar Pedido...obrigada! (ainda não consegui linkar-te, mas vou ver se não passa de hoje) :) Beijos, mansinhos ....