terça-feira, abril 18, 2006

A Meu Anjo


Meu bom Anjo Doce,
Meu querido Amigo,
Hoje faço eu
Um pacto contigo!
Quero que repouses,
O teu corpo Alado,
Eu cuido de ti,
Carrego o teu fardo!
Hoje meu Bom Anjo,
Vou eu estar contigo,
Vou velar teus sonhos,
Ser o teu abrigo!
Hoje serei eu,
Tua companhia,
Zelarei por ti,
De Noite e de Dia.
Hoje embalarei,
Teu corpo a cantar,
Fecha os Olhos Anjo,
Podes sossegar!

8 comentários:

Pinochio disse...

Minha querida e doce amiga, como sabes tu tens sempre o condão de me encantar com as tuas palavras, mas hoje ao ler este teu poema, ( tudo aquilo que escreves é poesia pura, aliás tu és um verdadeiro poema), senti uma sensação tão boa, tão doce, tão tranquila, que quáse não consigo explicar. Sonhei, e desejei muito, ter um Anjo da Guarda assim a envolver-me,e a proteger-me, com as suas asas. Feliz desse " anjo" que tem o previlégio de ser guardado por um outro anjo como tu. Digo-te com toda a sinceridade, que durante o tempo que demorei a ler o teu texto, me senti de novo criança. Tenho pena de não ser capaz de transmitir com fidelidade o que isso significa para mim: Tenho uma enorme saudade da criança que fui, do tempo que vivi, das sensações boas que tive, como por exemplo a minha mãe a aconchegar-me a roupa antes de adormecer. São lembranças que me comovem e me trazem uma saudade imensa. Obrigado minha querida amiga por me teres feito voltar a sentir essa sensação, ainda que por breves instantes. É fabulosa a tua capacidade de com tão poucas palavras seres capaz de derramar uma tão grande corrente de sentimento de paz e de doçura. Gostaria imenso de, também eu, poder contar com um Anjo da Guarda assim. Um beijinho muito...muito grande. E parabéns ao anjo que usufrui de uma protectora como tu.

Vlad disse...

transborda ternura este poema...
tu é que mereces ter um anjo da guarda, mas se ele falhar vai lá estar m Vampiro para velar os sonhos ;)bjnhs

Pinochio disse...

Desculpem vir aqui de novo, mas quero pedir a todos os amigos da Igara que vão ao blog " Tulipa Negra", linkando-me, e associem-se à homenagem singela que ali foi feita à Igara. Completem nos comentários tudo aquilo que ficou por dizer. Esta nossa amiga merece.
Igara desculpa, eu sei que tu não aprovas, mas todos nós somos muito teus amigos, e queremos saudar assim o teu regresso.

Pinochio disse...

Esta coisa da PDI! Linkando não dá. Vão por: http://tulipa.negra.blog.simplesnet.pt

homem.de.negro disse...

Minha carar igara, um poema lindissímo, já deu para ver que tens geito para a coisa. Rapariga geitosa, disse eu...
Agora quando chega aqui um camarada como o camarada pinochio e pranta aqui tudo o que havia para dizer, é complicado nós podermos opinar também. Grande opinião, é bom ter amigos assim...
À minha maneira simples, um espectáculo de poema...
Beijo, a gente vê-se por aí...

Tacitus disse...

Balancei ao sabor deste poema...ideal para recitar...um beijo recatado..

Pluma(princesavirtual) disse...

Gostei... muito bonito igara beijinhoss

marisa disse...

Surpreendes-me em cada post, o que é óptimo, tens uma sensibilidade contagiante, sentes tudo de uma maneira única. Parabéns, um baci da amiga!