quarta-feira, abril 19, 2006

Para o meu Amigo!



Sonhei contigo amigo
A noite inteira.
Sonhei que em minha
Alma Alada eu te levava,
Enlevados
Ao sabor da madrugada!

Pisaste comigo
A areia Branca,
Ouvindo ao fundo
As vozes das marés!
Sentiste no teu rosto
A maresia,
Como rasgos,
De quem foste,
De quem és!
Apontei-te então
A minha Estrela,
A que surgia logo
Sobre o Monte,
Dizendo-te que em
Cada adversidade desta vida
Sempre há
Mais uma Estrela a Horizonte!
Levei-te então
A ver a cor da Terra
Molhada,
pelo orvalho que a fustiga,
Entre gotas puras
De água Cristalina
Mas de Odor forte,
Fermentando Vida!
Mostrei-te
Onde buscava
A minha Força
Abracei-te longamente
Com a Clareza,
Que fizera germinar
Dentro de Ti,
Sementes de Paz
E de Certeza!

Mansamente
Veio a Madrugada
E estava Exausta
A Minha Alma Alada!
Levei-te
Em meus braços,
Já adormecido,
Para o teu leito,
Meu querido Amigo!
Pousei tua cabeça,
Sobre o meu regaço
E envolvi-te então,
Em mais um abraço.
Cantei devagar,
E muito baixinho,
Para o teu despertar,
Chegar,
De mansinho!

3 comentários:

Carlos disse...

Você corria
e eu até
já me esquecia

da beleza de
um corpo de mulher
em movimento.

Sem haver tempo, espaço
ou qualquer
coisa dessas, vagas
você vagava
num interlúdio
num entreatto
e eu navegava.

Apenas havia
coxas, braços, seios
vários cabelos
e devaneios.

Pensei ter visto
areia, mar
e nuvens:
miragem
era só a passagem
do teu corpo
de um ponto a outro.

Você corria
e eu podia
recordar como é bonito
um corpo de mulher
em movimento
alheia a outros
alheia ao tempo

Pinochio disse...

Feliz de quem tem, na vida, a ventura de poder contar com uma amiga assim. Se é bom adormecer embalado por aquelas doces e melodiosas canções de "nanar" , deve ser ainda melhor acordar ao som duma voz melodiosa e mansa a embalar o nosso despertar. É bom saber que existe alguém que nos abre a porta dos seus sonhos.É bom pisar a areia branca e respirar o cheiro intenso da maresia, ouvir o marulhar cadenciado da ondas de mão dada com quem gosta de nós, e que nos momentos adversos nos sabe apontar, no horizonte, a estrêla da esperança. É bom sentir o cheiro da terra molhada e sentir a bater no rosto as gotas puras e cristalinas.É bom sentirmos o abraço suave, mas simultâneamente vigoroso, que nos transmite a paz e a certeza. É bom ser levado, adormecido, para o leito nos braços de alguém que está sempre a nosso lado para nos proteger e que nos faculta o seu regaço para repousarmos a nossa cabeça.É bom despertar de mansinho ao som suave da canção da amizade. É bom ter uma amiga como tu. Ou melhor deve ser bom. O teu feliz amigo pode confirmá-lo. Obrigado minha amiga, voltaste a fazer-me sonhar. E isso é bom, posso confirmá-lo.

igara disse...

Apesar de ter feito este poema para um amigo que me foi especial, certamente que tu pinóchio mereces este meu embalo e foi a pensar em ti que eu hoje coloquei este texto aqui. Não resisti ao impulso de publicar este texto, no qual tu te enquadas na perfeição. Beijos mansos para ti, meu bom amigo... :)