terça-feira, maio 16, 2006

Canção de Embalar


Dorme meu Menino,
Que eu zelo por ti.
Dorme o teu Soninho,
Aconchegadinho,
Pertinho de mim.
Que os Anjos do Céu,
Te guardem a Alma,
Que eu beije essa face,
Tão pura, tão Calma!
Dorme meu menino,
Calmo e Sossegado,
Que eu canto para ti,
Dorme descansado

14 comentários:

Rats disse...

Que lindo, que bonito, que amoroso...melhor ainda seria adormecer nuns braços ternos, a ouvir melodiosamente tal poema.

E por incrível que possa parecer,há alguém k adora ouvir ao adormecer:

Telepatia

Telepatia
Silêncio calma
Feitiçaria
Da tua alma

Passo a passo
Sem ter medo
Abrimos, soltámos
O nosso segredo

E a sorrir
Devorámos o mundo
Num abraço
Tão profundo

Telepatia
Sem contratempo
Deixei-te um dia
Num desalento
E eu sonhava
Existia
Pra sempre pra sempre
Foi pura poesia

Sem pensar
Não vi-te, passavas
Pelo meu corpo
Não ficavas

Telepatia
(falado)
Minha querida eu soube sempre
Eu já sabia que te ia conhecer
Minha querida era fatal
Fiz tanta força
Para isto acontecer
És tão bonita meu amor
Eu não te queria perder
Já sei, adivinho
O que estás a pensar
Vim do outro lado do mar
Talvez um dia volte, não sei
Mas penso em ti, acredita
Adivinhei-te em segundos
Quando jurámos eternidade

E a sorrir
Devorámos o mundo
Num abraço
Tão profundo

Lara Li

Rats disse...

Será que também me é permitido 'mandar' beijinhos mansos?? se bem que mansos não sei como serão beijos, mas me fascina a expressão, e algo me diz que são ternos...

Anónimo disse...

Eu peço desculpa desde já por estar a ocupar aki o espaço k é de todos (sim, que agora ando muito civilizado...) mas não resisto a por aqui este poema:

Eu queria pentear o menino
como os anjinhos de caracóis.
Mas ele quer cortar o cabelo,
porque é pescador e precisa de anzóis.

Eu queria calçar o menino
com umas botinhas de cetim.
Mas ele diz que agora é sapinho
e mora nas águas do jardim.

Eu queria dar ao menino
umas asinhas de arame e algodão.
Mas ele diz que não pode ser anjo,
pois todos já sabem que ele é índio e leão.

(Este menino está sempre brincando,
dizendo-me coisas assim.
Mas eu bem sei que ele é um anjo escondido,
um anjo que troça de mim.)


Cecília Meireles

igara disse...

Rats, retribuo-te os beijos mansos, que á falta de uma canção, se dão com alma, e se sentem no coração. :)

igara disse...

Anónimo, agradeço o teu poema, que sim, é lindo. Poderei fazer dele um post, pela beleza que encerra. Um beijo e muito obrigada! :)

Pinochio disse...

Duvido que acha no mundo um quadro tão belo e tão terno com o de uma criança a dormir. Eu sou capaz de passar tempos infindos a contemplar a minhas netas a dormir. E não é por serem as minhas netas, mas sim por serem crianças. Quem contempla uma criança a dormir não duvida que um Anjo do Céu está de guarda. Obrigado por esse poema tão bonito e por falares de uma das coisas que mais me encanta.

Pinochio disse...

Um beije um abracinho claro, minha amiga..

Coral disse...

Claro que escrever que adorei poema tornar-se-ia redundante ante a admiração que tenho pelos teus textos e que sempre faço questão de te dizer ...
Mas desta vez impõe-se dizer que adorei o pormenor do quadro do Gustav Klimt ... digamos que é a cereja no topo do bolo ...
Um beijo grande Igarita e adoro visitar-te e encontrar-me ...

Pluma(princesavirtual) disse...

Eu já tinha lido este poema de embalar não tinha??? :) De qualquer das formas é bonito sim senhora beijosss :D

Vlad disse...

A ternura de uma canção de embalar (poema) toca-nos sempre o cantino onde ainda temos a criança dentro de nós... e queles que já são pais são tocados a dobrar ;)
Tou com a Coral... a pintura é a cereja no topo do bolo ;)
Bjnhs
p.s.: o espaço de comentários deste blogo está a tornar-se um blog em si mesmo ;)

crowe disse...

eu ia adormecendo... menina pequenina de asas negras e macias/ sem almofa ou canto/embalada por ti /amiga inquieta de letras perfumadas/Contente por ser amiga tua...mesmo que só de forma "virtualizada"

homem de negro disse...

Igarita, vou "abafar" esta foto e este texto maravilhoso pois, tal como diz o pinochio quem contempla uma criança sabe que existe um anjo de guarda no céu...
Um beijo, obrigado pelas tuas palavras, a gente vê-se por aí...

igara disse...

Homem, abafa o texto e a fotografia, é uma forma se saber que gostaste... Um beijo e um abracinho....

Carolas disse...

Ainda ñ tenho filhos,mas ler coisas como esta certamente desperta o instinto maternal/paternal:)