quarta-feira, maio 17, 2006

QUERO


Quero
Ter-te em meus braços.
Suspirando cada momento num carinho
Em que bocas se procuram sem cessar,
Em que meu corpo seja o teu ninho,

Quero
Ter-te colado,
Ao meu corpo que teima em acompanhar
Sentindo-te a cada momento mais cingido
dançando a cada momento do teu balançar!

Quero
Sentir essas mão,
Que avidamente buscam a minha pele
Suspirando de prazer, então sem recato,
Em êxtase infinito de sabor a Mel!

Quero
Ficar por fim,
Envolta no teu cheiro e nos teus braços,
Sentido o teu calor que me impulsiona
A conhecer de olhos fechados todos os teus traços!

8 comentários:

alexiaa disse...

Passo por aqui quando o sono teima em não chegar...confesso que ha posts como os de hoje que me tranquilizam!
Boa semana!

Coral disse...

Só para dizer que te li...
Beijito Igara

Ps - Gostei da ideia "das mãos que avidamente e sem recato buscam a minha pele"...
Transporta-nos para para outros lugares e para sensações que nos aquecem a vida

marisa disse...

Se não tivesse gostado de mais nada, ainda assim teria de comentar pela imagem, amei, muito bella.
Os teus poemas, pois já nos habituaste a preciosidades destas e cada vez estão melhores...
Um beijo grande minha querida.

Anónimo disse...

Continuo a ler-te, embora não comente.. um beijo doce minha querida, e um outro para a tua vizinha do lado..adoro-vos

Tulipa Negra disse...

Certamente o inspirador do teu poema, aquele que tu queres e desejas estará também neste momento a cantar algo parecido: Quero merecer os teus braços, a tua boca os teus beijos, e ser um ninho acolhedor e seguro para ti. Quero merecer o teu corpo e o seu balançar. Quero merecer as tuas mãos, os teus suspiros, e o êxtase que é provar o sabor do teu mel. Quero merecer o prazer gostoso de envolver nos meus braços, e de sentir o teu calor e o teu perfume. Em suma quero merecer a dádiva de me proporcionares a suprema felicidade de conhecer os traços do teu corpo, mesmo de olhos fechados. De certeza que, ele, o tal, estará pensando isso neste momento. E vai merecer tudo isso de certeza, porque tu és mesmo uma dáviva que tem que ser merecida.

Pinochio disse...

Claro que o Tulipa Negra, não é outro que o inevitável Pinochio.
Para que conste. Um beijinho muito manso e muito amigo.

Anónimo disse...

Se soubesses a falta que me fazes...

Carolas disse...

O amor e carinho de quem amamos e q nos ama é o mel da vida, o sonho acordado q deviamos sp poder ter